Como criar listas de tarefas e por que você deve fazer isso

Bloco meu dia para criar listas de tarefas

Quantas vezes você acordou de madrugada e sua mente te lembrou de algo que tinha a fazer? Esse não é o melhor horário para ser lembrado de uma tarefa a ser feita ou de algum projeto seu, concorda? Para isso não acontecer existem as listas de tarefas.

Como e por que fazer listas de tarefas? Acompanhe este post até o fim e veja por que se você ainda não tem o hábito de criar listas deve começar AGORA.

Por que criar listas de tarefas

É normal que alguns dias sejam menos produtivos que outros e tá tudo bem. Porém se isso ocorre com frequência ou se você está se sentindo sobrecarregada por que não consegue cumprir todas as tarefas do dia, ou da semana, você com certeza precisa começar a criar listas de tarefas.

Tenha em mente que criar listas não significa mais trabalho. Se você não tiver listas, acredite, o trabalho ainda vai existir. Porém, nossa cabeça é falha e não é o melhor lugar para guardar tarefas e coisas a fazer. E além do risco de se esquecer, a questão é que a sua mente vai te lembrar nos momentos mais inconvenientes das coisas estão por fazer.

Como criar listas de tarefas

Antes de falar sobre como criar uma lista de tarefas, acho importante diferenciar tarefas de projetos.

Tendo como base um método pessoal de organização como o GTD, projeto pode ser definido como o resultado desejado que demanda mais de uma etapa (ou passo) para ser alcançado. Tarefas são ações que devem ser executadas dentro de um prazo para atingir um objetivo (o projeto).

Por exemplo, um projeto pode ser montar uma reserva de emergência financeira. As tarefas relacionadas a esse projeto podem ser: uma vez por semana ver vídeos sobre educação financeira, colocar no papel todas as despesas e receitas, reduzir os gastos com supérfluos e assim por diante.

Veja que você pode ter vários projetos em andamento e outros espera. E, pra você que está começando, e ainda não tem esse hábito, um bom guia de listas é:

  1. Projetos: liste aqui todos os seus projetos em andamento, pessoais e profissionais. Isso vai te ajudar a ter uma visão clara de quanta coisa você se propôs a fazer.
  2. A fazer: liste aqui todas as tarefas que fazem parte dos seus projetos em andamento;
  3. Algum dia/talvez: Aqui você vai escrever coisas (projetos) que deseja fazer mas não tem data nem prazo, ou você não tem tanta certeza se deseja mesmo fazer.

À medida que for executando, vá riscando as tarefas concluídas. O prazer de riscar uma tarefa terminada te dá motivação para prosseguir.

E lembre-se: suas listas não devem ser rígidas. À medida que o tempo for passando reavalie o que já foi feito ou o que não é mais importante para você. Por quê? Temos a tendência de anotar tudo o que precisamos fazer, mas esquecer de revisar.

Agora se você quer um método mais simples ainda de organização, tenha um caderno onde vai anotando todas as tarefas para não se esquecer de nenhuma. Depois, no decorrer do dia, da semana e do mês, você vai verificando as tarefas que já foram feitas e riscando-as. O mais importante aqui também é revisar, não simplesmente anotar. Quando você tiver prática nisso, comece a separar suas listas conforme explicado acima.

Agora que você já sabe a importância de criar listas de tarefas e projetos, compartilhe esse artigo nas suas redes sociais para ajudar seus amigos a também saberem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *