Falta de tempo ou falta de prioridade?

Vários relógios mostram a falta de tempo

Já parou para pensar que todos nós temos a mesma quantidade de horas no dia? Então porque alguns conseguem tempo para fazer exercícios todos os dias, estudar, trabalhar, cuidar de si mesmo… e mais um monte de coisas e outros dizem “não ter tempo”?

Com a vida cada dia mais corrida e com mais coisas para fazer, podemos acabar ficando estressados, ou até ser vítimas da chamada “doença da pressa”. Uma reclamação comum é a falta de tempo. Mas será que é possível levar uma vida mais equilibrada? Nesse sentido é essencial saber priorizar certas coisas. Leia este artigo até o fim e saiba tudo o que você precisa sobre a questão: tempo X prioridade.

Porque parece que falta tempo?

Existe uma explicação biológica para isso. Segundo alguns pesquisadores, nosso cérebro prioriza a economia de energia através de hábitos e rotinas, ou seja, quanto menos você pensar para fazer algo, mais energia irá economizar. Isto porque o cérebro consome 20% da nossa energia corporal com as cerca de 30 mil decisões são tomadas por uma pessoa diariamente.

Olhando dessa forma, seguir hábitos e rotinas pode ser coerente. Por outro lado, o cérebro nem sempre consegue distinguir o que é uma rotina ruim e o que são hábitos saudáveis. Assim você precisa aprender a escolher quais rotinas quer incluir conscientemente no seu dia a dia.

E o que isso tem a ver com o tempo ou a falta dele? Bem se você não escolhe suas prioridades conscientemente, provavelmente seu cérebro fará isso no “automático”, pelo hábito. E possivelmente vai lhe faltar tempo para o que desejava ou precisava fazer.

Como acabar com a falta de tempo?

A resposta a essa pergunta não é tão simples quanto parece. A decisão por qual caminho seguir e quais hábitos adotar é muito pessoal e deve ser baseada em princípios e propósitos.

Por definir mais claramente suas prioridades, você vai conseguir tomar decisões difíceis e entender que, às vezes, precisará abrir mão de coisas menos importantes. Por exemplo, pode ser que você perceba que está ficando estafado por causa do trabalho. Ao mesmo tempo, você talvez conclua: ‘Não posso mudar de emprego nem trabalhar menos, afinal, preciso desse dinheiro!’ Com certeza, todos precisam de dinheiro para viver. Mas quanto dinheiro é realmente necessário, e a que custo?

Outro ponto importante a ser levado em conta é: cuidado para não fazer com que as prioridades de outros se tornem as suas também. Algumas pessoas talvez decidam colocar o trabalho em primeiro lugar na vida, mas isso não significa que você tem de fazer o mesmo. É bem provável que você tenha prioridades diferentes de outras pessoas.

É importante tomar consciência do nosso momento, para decidirmos à quê ou à quem, dedicaremos o nosso tempo. Ter equilíbrio faz bem para o nosso corpo e nossa mente. Mas, se a sua vida é corrida, será que é possível diminuir um pouco o ritmo? Sim, é possível! Veja quatro sugestões de como fazer isso:

  1. Pense no que você quer da vida
  2. Não deixe o materialismo ou consumismo dominar você
  3. Coloque o trabalho no seu devido lugar
  4. Sua família deve ser sua prioridade

Sim, é tudo uma questão de prioridade. Você tem tempo para aquilo que é uma prioridade para você. O que é prioridade a gente não deixa de lado, não deixa para depois, não esquece. O que é prioridade está ali, sempre na listinha de afazeres, sem desculpas. E tem que ser assim mesmo. Se tudo fosse prioridade em nossa vida, não teríamos como dar conta do recado.

Enfim, não é possível aumentar a quantidade de horas do seu dia. Mas é possível aprender a priorizar algumas atividades para poder dar a atenção necessária a cada uma delas. Nesse sentido, fazer um bom planejamento pessoal, pode acabar com a falta de tempo. Quer aprender como fazer o seu planejamento pessoal? Leia esse artigo sobre planejamento pessoal e saiba mais sobre isso.

 

 

Inscreva-se em nossa newsletter

Novidades, promoções e dicas para uma vida mais leve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *