Cardápio semanal: por que e como fazer?

refeições gostosas e saudáveis com um cardápio semanal

Fazer comida todo o dia não é uma tarefa fácil, ainda mais para quem trabalha o dia todo, mesmo em home office. Cozinhar dá trabalho e gasta um tempo considerável. E algumas pessoas dizem que não conseguem seguir uma dieta saudável porque “não têm tempo” e nem “criatividade” para preparar seus próprios alimentos.

O que fazer para facilitar essa tarefa essencial de todos os dias? Qual é a dica? Fazer um cardápio semanal. Mas como sabemos que esse assunto não é ainda tão difundido, vamos te mostrar neste post por que você deveria pensar em fazer e como fazê-lo. Fica com a gente até o fim e descubra tudo o que precisa sobre este assunto.

Porque fazer um cardápio semanal

Muitas pessoas tem o maior preconceito com essa ideia. Alguns acham que isso vai engessar a vida. Ou que é um exagero de organização. Mas além dos benefícios para a sua saúde, a elaboração de um cardápio semanal caseiro também pode significar economia de tempo e dinheiro — especialmente para aqueles ou aquelas que acham que não tem muita habilidade na cozinha.

O planejamento é importante para variar os pratos ao longo da semana e orientar as compras, evitando desperdício ou escassez de ingredientes. Assim você consegue variar as refeições, ser mais saudável e economizar.

Enfim, se você acha que está na hora de começar uma dieta, ou se simplesmente você deseja incluir hábitos mais saudáveis no seu dia a dia, a hora é agora. Veja nos próximos parágrafos como alcançar isso.

Como fazer um cardápio semanal saudável

A primeira coisa para começar a elaborar seu cardápio é escolher um dia (fixo) da semana para fazer isso. Eu gosto de fazer isso na segunda pois já vejo o que tem na despensa ou o que está faltando — e como na terça tem promoção nos mercados da minha cidade, eu já aproveito pra fazer as compras.

Em seguida pense em: para quantas pessoas você deve cozinhar. Lembrando que isso pode variar ao longo dos dias da semana. Nesse momento, pense não só na quantidade necessária, mas também se alguma dessas pessoas tem alguma restrição alimentar.

Após isso, anote em uma folha de papel os pratos que você pretende cozinhar com base no que você já tem disponível na despensa, os alimentos da época (que geralmente são mais baratos) e, claro, seus gostos e de sua família. Organize isso em um papel com os dias da semana e deixe exposto em algum lugar visível.

Agora é hora de ir as compras. Você já sabe o que pretende cozinhar durante a semana então, anote o que está faltando na despensa e faça sua lista de compras. Não se esqueça de anotar também as quantidades necessárias de cada item. É importante lembrar que você deve ser flexível ao realizar as compras. Chegou no supermercado e algum item está mais caro do que você imaginou? Substitua por algum similar.

E para escrever o cardápio? Há alguns modelos de cardápio semanal disponíveis na internet. Ou você mesmo pode criar seu modelo. Faça como achar mais prático pois lembre-se: a ideia é facilitar seu dia a dia, não complicá-lo ainda mais.

Como você viu, tirar um tempinho para criar um cardápio semanal, não é nenhum bicho de sete cabeças. Com o tempo adquirimos prática e habilidade. E quando você faz isso, não tem que ficar tomando decisões a semana inteira a cada nova refeição e a possibilidade de desperdiçar alimentos ou gastar mais é muito menor.

Que mais dicas de organização? Siga nossas redes sociais e aproveite tudo que oferecemos. Estamos no Instagram e Facebook.

 

Inscreva-se em nossa newsletter

Novidades, promoções e dicas para uma vida mais leve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *