Organização pessoal: por onde começar?

começando a organização pessoal

Levante a mão aqui quem nunca olhou para sua vida ou para uma situação e disse: “Meu Deus, isso aqui tá uma bagunça!” ou “a minha vida tá um caos!”

Com um mundo cada vez mais competitivo e exigente, muitos de nós nos sentimos sobrecarregados e exaustos. Num momento a gente se pega na vida super desorganizada e quer mudar tudo de repente. Mas se você já fez isso, sabe que não funciona. E aí você pensa: “preciso me organizar… mas não sei por onde começar!”.

O que é organização pessoal e por onde começar? Leia até o fim que vou te explicar tudo que você precisa saber para começar a se organizar e ter uma vida mais produtiva e leve ao mesmo tempo. Boa leitura!

O que é organização pessoal?

Quando falamos em organização, geralmente nos vem à mente a ideia de aproveitamento de tempo. E não está errado. Porém, será que isso significa que aproveitar melhor o tempo é fazer mais em menos tempo? É ser multitarefa?

Vamos esclarecer uma coisa: ser uma pessoa produtiva e organizada não significa fazer mais coisas, mas sim aproveitar de maneira sábia o tempo que você tem. E, muitas vezes, a melhor maneira de aproveitar é descansar ou realizar atividades de lazer. Afinal, nós não somos máquinas em uma linha de produção e muito menos somos perfeitos.

Além do mais, pesquisas mostram que ninguém é bom em fazer duas ou mais coisas ao mesmo tempo. Seu cérebro simplesmente não consegue processar as duas coisas. Na verdade, ele alterna entre uma e outra dando a impressão (ilusão) de simultaneidade. E isso acaba sobrecarregando nossos recursos cognitivos.

Por onde começar?

Basicamente, a organização pessoal tem a ver com o foco. O foco (ou a falta dele) é um dos principais motivos de estresse não só no trabalho, mas também na vida das pessoas em geral.

Então aqui vão 3 dicas simples e práticas pra você começar HOJE a se organizar:

  1. Analise as áreas da sua vida

Pergunte-se: quais são minhas responsabilidades? Qual é minha situação atual? Pense nas diversas áreas de sua vida e em como você se sente em relação a elas. Alguns dividem essas áreas em 6, outros em 12. No momento a quantidade não importa muito. O que importa é que você faça uma reflexão sobre a sua satisfação com cada área da sua vida: saúde, carreira, finanças, família, trabalho… e quantas áreas você quiser incluir.

Após medir seu nível de satisfação com cada uma delas, pense em como você poderia simplificar cada uma para conseguir ir para o próximo passo.

  1. Defina uma área para focar

A recomendação é sempre focar no que for mais importante. Isso se aplica tanto a tarefas específicas quanto a escolher uma área da vida. Falando de atividades, além de não conseguirmos ser multitarefas e nos deixar exaustos, fazer isso pode demorar mais do que simplesmente focar em uma atividade até concluí-la.

Mas, mais do que aprender a focar em uma atividade específica, aquela que você está realizando no momento, é também importante focar em uma área da sua vida de cada vez. Isso não significa que você vai deixar as demais áreas de lado, ou que elas deixarão de existir. Mas que neste momento você vai priorizar uma área da sua vida para organizá-la e melhorá-la. Você pode escolher uma área a cada 6 meses ou a cada ano. Assim, no próximo período ela já estará organizada, e você poderá dar atenção a outra área.

Lembra que no passo anterior você analisou cada área da sua vida? Agora você escolheu uma delas para dar atenção. Hora de ir para o próximo passo.

  1. Crie uma lista de tarefas

Agora chegamos no terceiro passo: criar uma lista de tarefas. Porém, um grande erro de muitas pessoas é que elas começam com esse passo. Aí desistem logo. Por quê? Porque elas fazem uma longa lista de tarefas de todas as áreas de sua vida, todas as suas responsabilidades e tudo aquilo que desejam melhorar. E a lista fica enooorme.

Então, siga minha recomendação: primeiro analise as diversas áreas de sua vida, escolha uma só delas para focar de cada vez e aí sim crie uma lista de tarefas com o que você deseja nesta área específica. Neste passo é muito importante escrever no papel aquilo que você planeja. Porque se ficar só na sua cabeça, você pode simplesmente esquecer. Ou mudar o foco. Ou não acompanhar seu progresso.

Você pode criar listas diárias e listas de médio e longo prazo. Listas ajudam você a ter uma noção real da quantidade de atividades a serem feitas, descansam a mente e direcionam seus esforços. À medida que for concluindo, sinta a satisfação de riscar o que já foi feito ou alcançado.

Com certeza, a organização pessoal é um trabalho contínuo, de pequenos passos e que dura a vida toda. Por isso, comece AGORA. Sim, começar agora e fazer um pouco todos dias para organizar sua vida, é melhor que nada. E aí? Bora comigo experimentar?

 

Inscreva-se em nossa newsletter

Novidades, promoções e dicas para uma vida mais leve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *